Serra da Bocaina: beleza natural e muito off-road

Serra da Bocaina

Continuando nossos destinos off-road, hoje viajaremos para um lugar maravilhoso entre os estados de São Paulo e Rio de Janeiro. Cercada pelos cafezais do interior paulista e acessível principalmente pela cidade de São José do Barreiro, a Serra da Bocaina é um paraíso para quem procura aventuras em seu 4×4.

O primeiro motivo para isso é a natureza, quase intacta, do local. Ainda que a serra se alastre por concorridas cidades dos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, como Paraty, Angra dos Reis e Ubatuba, tem a harmonia garantida pelo fato de abrigar um parque nacional.

O outro motivo principalmente é o que mais amamos: o difícil acesso. Até porque todo amante do 4×4 gosta mesmo é de dificuldades para seu carro. Molezinha é melhor deixar para quem prefere os esportivos ou utilitários.

Os caprichos da Serra da Bocaina

Quem quiser acessar a Serra da Bocaina, principalmente pelo Parque Nacional, precisa sair de São José do Barreiro. A cidade dista 273 km da capital paulista e possui cerca de 5 mil habitantes e é considerada uma estância turística. Com características ainda do período colonial, o município traz consigo muitas histórias,tranquilidade e hospitalidade; ou seja, é uma daquelas viagens que todos nós amamos.

Bocaina radical

serra da bocaina cachoeira do isidoroSe você é desses que gosta de uma aventura mais radical no seu 4×4, o Parque é uma boa pedida. Logo no início, a Cachoeira de Santo Izidoro já chama a atenção com sua queda de 70 metros.

Cachoeira das Posses

Logo depois, vale a pena ir à cachoeira das Posses. Situada a oito quilômetros da entrada principal do parque, pode ser acessada a pé, de moto ou de 4×4 (com permissão).

 

A queda d’água é de apenas 30 metros, mas é muito bonita e ainda dá para tomar um bom banho gelado na época do verão.

Mas o passeio imperdível é, com certeza, a cachoeira do Veado.

serra da bocaina cachoeira das posses

Cachoeira do Veado: um passeio imperdíve

Para quem gosta de uma boa trilha a pé, é bom guardar energia, pois são dois dias de caminhada.

Para quem vai de 4×4, o caminho reserva subidas íngremes, estradas de terra ou de calçamento e bastantes dificuldades a bordo de sua máquina.

 

A dificuldade compensa. São 100 metros de altura e três quedas para poder se deleitar.

serra da bocaina cachoeira do veado
A belíssima cachoeira do Veado

E quem quiser apreciar também a parte litorânea, há também essa possibilidade, principalmente a partir de Trindade, no Rio de Janeiro.

Vale ou não a viagem?