De Troller pela América do Sul

em mais de 11 mil KM

troller pela América
Maju arriscou uma viagem de mais de 11.000 km a bordo de seu Troller.
botas para o off-road
Com as Botas Xterra nas expedições você aproveita melhor

América do Sul: um continente fascinante. Conhecer suas belezas e suas culturas é um sonho que alguns realizam. Dentre esses, muitos vão de avião para poderem chegar descansados e aproveitarem ao máximo a beleza do país andino. Outros, no entanto, encaram um desafio e se arriscam a ir de carro. Como é o caso de Maria Júlia Reis, que fez sua viagem a bordo de um Troller.

O percurso de  mais de 11 mil km se iniciou na cidade de Itaipava, interior do Rio de Janeiro e  incluiu cidades como Foz do Iguaçu, Corrients (Argentina); Paso Jama e San Pedro de Atacama (Chile). A viagem durou 30 dias, tendo se iniciado no dia 25 de março  até o dia 25 de abril. Ao longo da América do Sul, passou por outras cidades como Uyuni (Bolívia) e Machu Pichu e Cuzco (Peru) e viveu muita aventura e emoção a bordo de seu Troller pela América do Sul.

PAIXÃO PELA AVENTURA

Maju conta que o gosto pela aventura sempre esteve no seu sangue. Ou seja, muitos antes de ter seu Troller, a fluminense gostava de viver emoções em um carro.

Quando criança, meus pais possuíam uma fazenda em Rio das flores. Fazenda União era o nome do local.  E, para chegar até ela, tínhamos que pegar estrada de chão. E quando chovia, com a estrada mais molhada,  eu amava a “aventura”, conta Maju.

A paixão pela aventura tomou forma e levou a fluminense a se aventurar por conta própria em seu Troller pela América do Sul.

Quando cresci, tirei carteira. Meu pai tinha uma Pajero GLS -b 1997  que eu adorava conduzir.
Depois conheci o meu ex-marido , ele passou a curtir o esporte.  Decidimos, então, montar  uma empresa de peças e acessórios para carros off-road,  a Itaipava Off-road.

Sai Troller, entra TR4, mantêm

O amor acabou e  o casamento  também. A empresa, que era de ambos, foi fechada. Seu Troller foi trocada por uma TR4, mas a paixão pelo off-road permanece intacta.

Apesar de todos os términos recentes, nunca deixo minhas aventuras, agora não mais de  Troller, mas de TR 4. Continuo amando o mundo off-road!